05/02/2020

Chineses visitam Caxias do Sul com interesse em investir

A visita de chineses à Caxias do Sul suscitou curiosidade. Na manhã de quarta-feira (5), a assistente de negócios, Li Yang e o gerente de negócios, Chen Zongxu da empresa China Railway, estiveram reunidos com o prefeito Flávio Cassina. O governo municipal e o grupo Mobilização por Caxias (MobiCaxias) apresentaram aos chineses o projeto do Aeroporto da Serra Gaúcha. 

À tarde, na Câmara de Vereadores, a comitiva chinesa foi recepcionada por prefeitos e secretários de 14 municípios da Serra Gaúcha. No encontro, foi reativada a ideia do Trem Regional. Aliás, a pauta do trem regional foi ressuscitada por conta das discussões do Plano Diretor, visto o entendimento de que o trem poderia ser uma ligação ao aeroporto, em Vila Oliva. 

E na terça-feira (4), os chineses tiveram contato com o projeto do porto, que deverá ser construído em Arroio do Sal, no litoral norte. 

 

Senador estabeleceu a ponte:


O senador Luis Carlos Heinze (PP) é o responsável por estabelecer a ponte entre a Railway e o Rio Grande do Sul. Em Caxias, foi montada uma apresentação com integrantes do governo municipal e do grupo Mobilização por Caxias (MobiCaxias), a fim de sensibilizar os chineses ao projeto do Aeroporto da Serra Gaúcha, e  à tarde, na Câmara Municipal, foi reativada a ideia do Trem Regional. 

— Eles são a maior construtora de estradas da China e estão estabelecidos no Brasil desde 2015. Estive no escritório deles, em São Paulo, e citei três projetos de infraestrutura que são muito importantes para o estado: o porto (Arroio do Sal) e o Aeroporto da Serra Gaúcha e o Trem Regional (ambos de Caxias). Eles realmente tem interesse em investir, seja como construtora ou como concessionária. O aeroporto, por exemplo, deve custar entre R$ 400 a 450 milhões. Do governo federal já tem R$ 300 milhões, ainda precisamos de um investidor que coloque de R$ 100 a R$ 150 milhões. Eles podem muito bem ser os parceiros desses projetos — defende Heinze.

"Nós achamos que esse projeto é muito interessante e viável", diz Li Yang


A assistente de negócios da China Railway, Li Yang e o gerente de negócios, Chen Zongxu, tomaram ciência dos projetos, e pretendem ter acesso a mais documentos para que os diretores da sede da empresa, em Pequim, possam avaliar melhor se irão investir ou não.

— Combinamos com o prefeito para termos mais acesso ao projeto do novo aeroporto para realizarmos um estudo mais profundo. Nós achamos que esse projeto é muito interessante e viável para concretizarmos — revelou Li Yang.

A China Railway é uma estatal, 100% controlada pelo governo chinês, com a matriz em Pequim. As decisões sobre interesse em investimento serão feitas por lá.

— Eu acredito que depois de março, o coronavírus já terá sido controlado, e então o nosso diretor poderá voltar da China e gostará de visitar Caxias do Sul. O porto e o aeroporto são projetos bem interessantes, e acredito que depois dessa primeira viagem para Caxias vamos ter uma notícia positiva sobre esses projetos — diz Li Yang.

 

Acordo de confidencialidade:


— Eles validaram o projeto do porto, e já estabelecemos com eles um acordo de confidencialidade. O mesmo deve ocorrer com o aeroporto, porque eles entendem que podem contribuir para essa obra não apenas na construção, mas das vias de acesso. Eles ficaram de enviar um relatório do encontro para a sede e nos dar um parecer na próxima semana — explica Rogério Rodrigues, diretor-executivo do MobiCaxias.

Compartilhar:

Receber novidades sobre o MobiCaxias

SUBIR